Revista Emoções - A revista do Sertão Central
Banner Topo
Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 46

Quadrilha suspeita de mega-assalto usava mansão em Ciudad del Este como base estratégica, diz PF

Abr 25 Escrito por  Lido 141 vezes
Avalie este item
(0 votos)

A Polícia Federal (PF) disse na manhã desta terça-feira (25) que parte dos suspeitos envolvidos no mega-assalto a uma transportadora de valores no Paraguai, na fronteira com o Brasil, vinha usando uma mansão em Ciudad del Este, mesmo município da ação. A casa funcionava como base estratégica da quadrilha no país vizinho. Até o fim da manhã, nove suspeitos haviam sido presos.

Segundo o delegado-chefe da PF em Foz do Iguaçu, Fabiano Bordignon, a Polícia Nacional localizou a residência que vinha sendo usada pela quadrilha ainda na tarde de segunda (24). "Já estamos colhendo material genético dos suspeitos presos para comparar com o material encontrado neste local", adiantou ao afirmar que outros imóveis e locais clandestinos supostamente usados pelo grupo, entre eles um no Brasil, estão sendo investigados.

Inicialmente a Polícia Nacional informou que o grupo havia roubado cerca de US$ 40 milhões e mais tarde disse não ser possível saber o montante exato levado.

Durante a coletiva de imprensa realizada na delegacia da PF em Foz do Iguaçu, o balanço divulgado mais cedo foi atualizado. Segundo a polícia, alguns dos presos usavam documentos falsos. Dois ficaram feridos em um tiroteio na tarde de segunda em Itaipulândia. Outros três suspeitos foram mortos no mesmo tiroteio.

A polícia assegura que estes homens estão entre os cerca de 50 que participaram do assalto a uma transportadora de valores durante a madrugada de segunda em Ciudad del Este. Além disso, a PF diz ter apreendido sete veículos (entre eles, um carro de polícia), dois barcos, cinco fuzis, uma metralhadora, explosivos, malotes vazios e um com cédulas de guarani, dólar e real que estão sendo contabilizadas, além de munição de grosso calibre.

Bordignon disse que o dinheiro está sendo contado e o valor será informado até o fim da tarde. "O malote foi lacrado na presença de testemunhas", destacou.

"Acreditamos quem nem mesmo os ladrões sabem quanto roubaram", comentou o delegado.

O secretário de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita, comentou que mais de 400 policiais militares e civis, além de quatro helicópteros, estão integrados à ação conjunta organizada por tempo indeterminado para a prisão dos assaltantes.

"A maioria dos presos é de outros estados e participa de organizações criminosas que agem no país e agora também no exterior", comentou Mesquita.

O ministrto do Interior do Paraguai, Lorenzo Lezcano, informou que houve mudanças em cargos de chefia da Polícia Nacional por conta de "má administração de informações por parte destes responsáveis".

Por causa do assalto, as polícias reforçaram a segurança na região da fronteira. As investigações estão sendo coordenadas diretamente de um comitê de gestão de crise montado na delegacia da PF, em Foz do Iguaçu.

Fonte: G1

HomeBrasilQuadrilha suspeita de mega-assalto usava mansão em Ciudad del Este como base estratégica, diz PF Ir para o Topo

Últimas Notícias

Rádio