Revista Emoções - A revista do Sertão Central
Banner Topo

Brasil

Doria visita morador de rua agredido e confirma emprego para ele e mulher

SÃO PAULO - Em visita ao morador de rua Samir Ali Ahmed Sati, de 40 anos, agredido na quarta-feira, 3, pelo agente José Rivanilson de Jesus, 39 anos, da Guarda-Civil Metropolitana (GCM), o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que a gestão municipal conseguiu um emprego para Sati e sua companheira, Mirella Nunes Ramos, de 37.

"É um prêmio muito grande", afirmou Mirella em vídeo divulgado na página de Doria no Facebook na madrugada desta sexta-feira, 5. "A gente estava tomando banho numa bica."

O prefeito respondeu que agora o casal terá "banheiro, chuveiro, água quentinha, com toalha, com cama, com cobertor". "Vocês dois, agarrem essa oportunidade de emprego para isso mudar a vida de vocês. Tenho certeza de que vocês vão ter muito sucesso", disse.

Na publicação, Doria não informou qual será o emprego de Sati e Mirella. A preparação para a vaga começará na segunda-feira, 8, segundo o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Filipe Sabará, que acompanhou o prefeito na visita ao abrigo em que o casal está, no Brás, região central da capital paulista.

Agressão. Em conversa com Sati e Mirella, o prefeito chamou de "muito condenável" e "absolutamente covarde" a agressão sofrida pelo morador de rua. "A Guarda-Civil Metropolitana é composta de gente muito boa de maneira geral, mas infelizmente tem situações de exceção, o que é triste."

O caso aconteceu nas imediações da Estação Conceição, no Jabaquara, na zona sul. Segundo Sati, ele havia deixado um carrinho de supermercado com seus pertences na rua quando saiu para comprar água. Ao retornar, avistou três guardas próximo aos seus objetos, que pediram para que apresentasse algum tipo de comprovante de posse.

Ao informar não ter a documentação, ele foi agredido por José Rivanilson de Jesus, 39 anos, com empurrões e uma rasteira. "É tudo o que tenho", repetia no vídeo publicado no Facebook pelo estudante de Jornalismo Marcos Hermanson.

A o Estado, Sati relatou nesta quinta-feira, 4, que precisará utilizar gesso no braço direito durante 120 dias após ter o punho fraturado pela agressão. Segundo ele, não está descartada a possibilidade de que precise ser submetido a uma cirurgia. 

A GCM anunciou o afastamento para "atividades operacionais" do guarda que cometeu as agressões, de acordo com a Secretaria Municipal de Segurança Urbana. Os outros dois envolvidos no caso foram ouvidos, mas permanecem em atividades nas ruas, de acordo com o secretário da pasta, coronel José Roberto Rodrigues.

Veja os vídeos:

<iframe src="https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fmarcos.hermanson%2Fvideos%2F1350034755033106%2F&show_text=0&width=560" width="560" height="315" style="border:none;overflow:hidden" scrolling="no" frameborder="0" allowTransparency="true" allowFullScreen="true"></iframe>

 

<iframe src="https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fjdoriajr%2Fvideos%2F1436761779713962%2F&show_text=0&width=560" width="560" height="315" style="border:none;overflow:hidden" scrolling="no" frameborder="0" allowTransparency="true" allowFullScreen="true"></iframe>

Fonte: Estadão

Quadrilha suspeita de mega-assalto usava mansão em Ciudad del Este como base estratégica, diz PF

A Polícia Federal (PF) disse na manhã desta terça-feira (25) que parte dos suspeitos envolvidos no mega-assalto a uma transportadora de valores no Paraguai, na fronteira com o Brasil, vinha usando uma mansão em Ciudad del Este, mesmo município da ação. A casa funcionava como base estratégica da quadrilha no país vizinho. Até o fim da manhã, nove suspeitos haviam sido presos.

Segundo o delegado-chefe da PF em Foz do Iguaçu, Fabiano Bordignon, a Polícia Nacional localizou a residência que vinha sendo usada pela quadrilha ainda na tarde de segunda (24). "Já estamos colhendo material genético dos suspeitos presos para comparar com o material encontrado neste local", adiantou ao afirmar que outros imóveis e locais clandestinos supostamente usados pelo grupo, entre eles um no Brasil, estão sendo investigados.

Inicialmente a Polícia Nacional informou que o grupo havia roubado cerca de US$ 40 milhões e mais tarde disse não ser possível saber o montante exato levado.

Durante a coletiva de imprensa realizada na delegacia da PF em Foz do Iguaçu, o balanço divulgado mais cedo foi atualizado. Segundo a polícia, alguns dos presos usavam documentos falsos. Dois ficaram feridos em um tiroteio na tarde de segunda em Itaipulândia. Outros três suspeitos foram mortos no mesmo tiroteio.

A polícia assegura que estes homens estão entre os cerca de 50 que participaram do assalto a uma transportadora de valores durante a madrugada de segunda em Ciudad del Este. Além disso, a PF diz ter apreendido sete veículos (entre eles, um carro de polícia), dois barcos, cinco fuzis, uma metralhadora, explosivos, malotes vazios e um com cédulas de guarani, dólar e real que estão sendo contabilizadas, além de munição de grosso calibre.

Bordignon disse que o dinheiro está sendo contado e o valor será informado até o fim da tarde. "O malote foi lacrado na presença de testemunhas", destacou.

"Acreditamos quem nem mesmo os ladrões sabem quanto roubaram", comentou o delegado.

O secretário de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita, comentou que mais de 400 policiais militares e civis, além de quatro helicópteros, estão integrados à ação conjunta organizada por tempo indeterminado para a prisão dos assaltantes.

"A maioria dos presos é de outros estados e participa de organizações criminosas que agem no país e agora também no exterior", comentou Mesquita.

O ministrto do Interior do Paraguai, Lorenzo Lezcano, informou que houve mudanças em cargos de chefia da Polícia Nacional por conta de "má administração de informações por parte destes responsáveis".

Por causa do assalto, as polícias reforçaram a segurança na região da fronteira. As investigações estão sendo coordenadas diretamente de um comitê de gestão de crise montado na delegacia da PF, em Foz do Iguaçu.

Fonte: G1

Enfermeira é esfaqueada e encontrada morta dentro de casa em Alagoinhas

Mais um crime contra a mulher foi registrado na Bahia. O corpo da enfermeira Rosângela Gomes Costa, de 35 anos, foi achado dentro da casa dela no bairro de Barreiro, na manhã desta sexta-feira (21), no município de Alagoinhas, distante cerca de 150 quilômetros de Salvador.

A polícia foi até o local do crime após denúncias de vizinhos, que informaram ter escutado barulhos na madrugada, segundo o G1. Ainda de acordo com a publicação, a vítima foi encontrada amarrada na cama com marcas de golpes de faca.

Até esta manhã, ninguém havia sido preso. Segundo testemunhas, que vão ser apuradas pela polícia, a jovem teve uma discussão com ex-namorado na noite anterior ao crime. O caso está sendo investigado.

Fonte: Metro1

Doença misteriosa causa queda de 70% na venda de peixes em Salvador

A hipótese de que o consumo de peixe vem causando uma doença misteriosa em Salvador provocou uma redução de quase 70% nas vendas de pescado, principalmente no litoral Norte, região de praias famosas e bem freqüentadas neste verão.

A informação é da Federação dos Pescadores e Aquicultores do Estado da Bahia (Fapesba), que emitiu, hoje (21), uma nota onde “condena o boato” de que a causa da doença é o pescado em geral.

Segundo o presidente da Fapesba, Raimundo Costa, os boatos alimentam o pânico na população, que deixa de consumir peixes e causa impacto na renda dos trabalhadores que têm a pesca como fonte de renda, sobretudo, no período da alta estação, que começa agora em dezembro.

“Nós já estamos passando por uma crise financeira nacional, e essa informação em plena véspera de Natal, Ano Novo, chegada do verão e o fluxo de turismo aumentando, impacta qualquer comércio ligado ao pescado. Isso interferiu na economia dos trabalhadores e na economia do estado também, sobretudo, de Salvador”, argumenta.

Dores musculares e febre

Até ontem (20), a Secretaria de Saúde da Bahia havia notificado 22 pessoas com fortes dores musculares, sem relatos de dores de cabeça ou febre e com identificação de urina preta , além de insuficiência renal em alguns pacientes.

A Fapesba destacou, na nota de hoje, que os casos registrados estão sendo investigados pelo Laboratório de Virologia da Universidade Federal da Bahia, que identificou a presença de vírus nas amostras de sangue dos pacientes.

O pesquisador do laboratório, Gúbio Soares, disse à  Agência Brasil que as causas dos sintomas devem ser confirmadas até o fim do ano. Ele opinou que a associação da doença ao consumo de peixes é precoce, argumento utilizado, também, pela Fapesb.

Ao fim da nota, a Federação dos Pescadores diz que a população é advertida sobre o consumo de peixes, que não apresentam riscos comprovados, quando manuseados e conservados de forma higiênica e adequada. O texto reitera a importância de se comer peixes e acrescenta que “sua vulnerabilidade à contaminação é a mesma de qualquer outro alimento”.

Fonte: istoe

Banhistas encontram dinheiro boiando na Praia da Urca, no Rio

Notas de R$ 50 e de R$ 100 apareceram misteriosamente na água.
Pescador contou que conseguir 'pescar' R$ 800.

Parece história de pescador, mas aconteceu de verdade: várias notas de dinheiro apareceram boiando, misteriosamente, na Praia da Urca no último domingo (20). Banhistas e pescadores que aproveitavam o dia de sol acabaram nadando em dinheiro, literalmente, e saíram de lá com uma verba extra para o fim do ano.

As notas encontradas eram altas, de R$ 50 ou R$ 100. Ninguém se preocupou com a sujeira na água e todo mundo pulou para resgatar as notas que apareceram no local. A notícia chamou atenção de quem passava na rua. Curiosos se juntaram para tentar pegar uma das notinhas, que pareciam mágicas.

Banco do Brasil anuncia fechamento de agências e plano de aposentadoria

Segundo o banco, 402 agências serão desativadas.
Plano de aposentadoria incentivada prevê atingir 18 mil funcionários.

O Conselho de Administração do Banco do Brasil aprovou neste domingo (20) um conjunto de medidas de reorganização institucional, que será implementado ao longo do próximo ano, que prevê o fechamento de agências e um plano de extraordinário de aposentadoria incentivada, disse o banco estatal em fato relevante.
Após a reorganização da rede de atendimento, 379 agências serão transformadas em postos de atendimento e 402 serão desativadas, disse o banco, acrescentando que as mudanças não vão comprometer a presença da instituição nos municípios em que atua.
"A economia anual com despesas administrativas, exceto pessoal, é estimada em 750 milhões de reais, sendo 450 milhões de reais decorrentes da nova estrutura organizacional e R$ 300 milhões da redução de gastos com transporte de valores, segurança, locação e condomínios, manutenção de imóveis, entre outras", disse o banco.

Pagina 1 de 5
HomeBrasil Ir para o Topo

Últimas Notícias

Rádio